Transformação Digital: pensar e agir
17 03.2021
blog

Transformação Digital: pensar e agir

O nosso tecido empresarial, maioritariamente composto por micro e pequenas empresas, precisa urgentemente de mudança de mentalidade, de forma a executar o seu plano para 2021, partindo do pressuposto que existe um. Segundo um estudo da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), em conjunto com o ISCTE, quanto menor for a empresa, maior será o impacto da crise e, consequentemente, mais difícil será a sua recuperação económica em 2021.

 

Assim, terá de ser necessário agir rapidamente percebendo a importância da transformação digital das empresas e a diferença para a digitalização dos negócios. Mudar um ecossistema de ferramentas tecnológicas em processos empresariais leva naturalmente algum tempo para a plenitude dessas mudanças. O erro mais comum dos líderes das empresas mais pequenas está em não compreender o custo de continuar a agir no mercado com ferramentas desatualizadas e deixar que a sua concorrência os ultrapasse apenas porque investiram na eficiência dos seus processos.

 

A realidade digital das nossas empresas, e principalmente do capital humano, é claro no que toca à fraca capacidade de adaptação às novas tecnologias e ao medo que a mudança acarreta. Inúmeras empresas continuam a enviar documentos confidenciais por email para entidades externas, com dados pessoais em risco e com a cibersegurança a ser descurada. Não se coloca só a questão da segurança, mas também a produtividade dos seus colaboradores e o custo que acarreta o tempo que se perde com sistemas desatualizados e gritantemente obsoletos. Por exemplo, a utilização de um sistema de cloud permitiria a partilha de ficheiros de forma colaborativa, evitando tempo desnecessário na procura de emails nas lotadas caixas de correio eletrónico.

 

Simplesmente é necessário que os departamentos das empresas façam 3 questões para ajudar a definir o modelo de negócio e atingir níveis de crescimento sustentáveis, superando assim níveis de expansão atingidos no passado:

 

  • - Quais os processos e procedimentos que seguimos atualmente?
  • - Qual o custo de termos estes procedimentos?
  • - O que podemos mudar?

 

Os processos e procedimentos que seguimos atualmente podem não ser os melhores!

 

A transformação digital sendo um processo longo e sistemático pode ser mais simples do que se imagina. Faça sempre as perguntas: Como posso fazer melhor determinada tarefa ou processo? E quem me pode ajudar?

 

Por fim, não esquecer que existem três razões para a mudança:

 

  • - Para melhorar a situação atual
  • - Para não perder o valor que se tem
  • - Porque a concorrência também mudou e para melhor
“Os últimos dez anos de TI mudaram a maneira como as pessoas trabalham. Os próximos dez anos de TI serão sobre a transformação dos seus negócios.” – Aaron Levie – CEO BOX



Manuel Marrão
Account


Voltarvoltar